O mundo de JPFOX. Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

A eterna rivalidade

Atleticano, não fique com raiva do cruzeirense que lhe zoa neste momento. O futebol só é apaixonante porque existe o lado contrário. O que seca, torce contra, faz figa, etc. Sou cruzeirense, por exemplo, por causa da existência do Atlético. O Atlético não vive sem o Cruzeiro e as torcidas sobrevivem pela mesma coisa. Que graça teria se essa rivalidade (quando sadia) não existisse? Acho que gostaria de golf ou ping-pong. 

Continue lendo >>

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Antes no campo, agora na cabine

Foi o tempo em que jogadores de futebol ao deixarem as quatro linhas viravam técnicos de futebol. Agora o caminho feito por muitos ex-boleiros são as cabines de transmissão das televisões e rádios.


Isso não é novo. Muitos jogadores já fizeram esse caminho, mas nunca tão cedo. Rivelino, Gerson, Tostão, Piazza, Nelinho, Falcão, Junior e muitos outros trilharam para os corredores da mídia esportiva, mas bem depois de pendurarem a chuteira. Um entrave na época era a "birra" da classe jornalística que quase nunca aceitava boleiros tomando vaga de profissionais de imprensa que estudaram para isso ou eram credenciados nos órgãos de comunicação desde 1900 e cafunga.


Caio Ribeiro foi o primeiro jogador mais novo a ingressar neste mundo. Hoje em dia é um renomado comentarista da Rede Globo. As revelações do momento neste nicho são Juan Pablo Sorín (ESPN), Roger Flores (SPORTV) e Juliano Belleti (SPORTV). Outros que já são presenças da telinha são Neto, Muller, Denílson, Edmundo, etc.


Antes os ex-atletas comentavam os jogos levando muito em conta a experiência dos mesmos dentro de campo, hoje nota-se um estudo e profissionalismo maior destes "novos jornalistas", motivo esse para uma maior aceitação pelos diplomados da área.

Quem será o próximo a mudar de área?

Continue lendo >>

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Não somos mágicos


Todo dia 15 de outubro é a mesma história. Muitos parabéns, felicidades, vocês são o máximo, mas direta ou indiretamente quase todo mundo ajuda a vida de um PROFESSOR (A), ser o contrário do que felicitam, pois a sociedade acredita que somos mágicos. Confira:

- Se você é responsável pela remuneração atual dos professores, não precisa dar os parabéns, pois a mesma não nos representa. Não é possível nos sustentar assim, pois não somos mágicos.

- Se você é pai ou mãe de aluno e não acompanha a vida escolar do mesmo, deixa que ele veja, escute e presencie cenas que não condizem com sua idade e/ou maturidade não precisa desejar os parabéns, pois esse mesmo aluno chega à escola desmotivado, sem interesse, causando problemas e fazendo a vida do professor um verdadeiro inferno. Não podemos resolver tudo isso, pois não somos mágicos.

- Se você é estudante, mas não faz nada em sala, quer transformar a escola num playground ou extensão de sua casa, mas que no fim do ano quer notas suficientes para passar de ano, também não precisa dar os parabéns, pois a gratificação do professor não se faz em dar notas, mas sim notar que o conteúdo foi retido da melhor forma possível. Não conseguimos aprovar quem não estuda, pois não somos mágicos.

Se você não se viu representado em nenhum dos tópicos e sabe que não somos mágicos, venha comemorar conosco nessa festa que não é só hoje, mas pelo resto de nossas vidas.

15 DE OUTUBRO - DIA DO PROFESSOR
PARABÉNS A TODOS NÓS!!!!!!!!!!!!!!!

Continue lendo >>

sábado, 12 de outubro de 2013

Uma graça alcançada

Confesso que não sou muito religioso, mas num momento difícil da minha vida as bençãos de Nossa Senhora Aparecida se fizeram presentes. Diversas graças alcancei, mas para exemplificar posso citar a labuta que está travando na busca da habilitação. Já havia feito várias bancas e sempre um coisinha ou outra não me deixava trazer a tão almejada carteira. Uma semana antes da minha última chance, pois a pauta já estava vencendo, estava eu em Aparecida do Norte e num momento em que todos que estavam comigo foram conhecer o restante da Basílica, fiquei sozinho por instantes na frente da imagem de Nossa Senhora Aparecida pedi por sucesso fervorosamente de uma forma nunca imaginada para uma pessoa que como disse anteriormente é pouco presente na Igreja. Voltando à Raposos fiz uma banca perfeita sem nenhum erro sequer e com o sonho realizado. Não sei se foi por isso que consegui, você pode acreditar ou não, mas para quem tem fé e acredita nada é impossível.

VIVA NOSSA SENHORA APARECIDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Continue lendo >>

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O João das Pessoas

João era a felicidade em pessoa. Pelo menos para as pessoas. João vivia sorrindo aos quatro cantos, ajudava aos amigos, era o melhor no que fazia, pai exemplar, marido fiel e amoroso. João era invejado por todos. Inveja boa. Aquela que sentimos não por maldade, mas sim por querer ter a vida que o outro tem, sem prejudicá-lo. João não passava perrengues por conta de dinheiro. Como era o melhor no que fazia, ganhava bem e ao invés de pedir, emprestava à todos que necessitavam. João era um semi-Deus na Terra. Pelo menos para as pessoas. Um belo dia João não desceu para o café. A esposa que acordara antes voltou ao quarto e encontrou a porta do banheiro fechada e o barulhinho da água do chuveiro a cair sem parar. João tinha dado cabo da própria vida. João era feliz, mas feliz para as pessoas.

Continue lendo >>

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Antes e Hoje

Antes não queria. Hoje quero. É estranho porque antes era impensável. Hoje é quase certo. Corria e agora corro atrás. Esquecia. Hoje não paro de pensar. Não me importava. No momento é que mais importa. É louco como a vida dá voltas, como a vida nos avisa punindo. Nem sempre dá tempo de voltar atrás, nem sempre há segunda chance. Espero que esteja errado. Ou certo. Antes era assim. Hoje é assim.

Continue lendo >>

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

A batalha diária entre: Educação x Mundo

Começando assim já dá pra assustar qualquer um, pois batalha nos remete a guerra e nenhuma frase que tenha "guerra" presente representa boa coisa. Mesmo assim a colocação de "batalha" no título não deixa de carregar um fundo de verdade. Todos os dias educadores de todo país travam uma disputa entre o que o "mundo" apresenta à criança e/ou adolescente e o que escola acredita ser a base de formação de um cidadão consciente e sabedor de suas responsabilidades.


Antigamente, o aluno chegava à escola na maioria das vezes como um "bicho do mato", uma criança ingênua, muitas vezes tímida e que tinha na figura da família seu alicerce e segurança. A escola era um lugar desconhecido e só com o tempo o (a) mesmo (a) se soltava e começava a se entrosar com colegas e funcionários. Tal aluno não recebia tanta interferência da sociedade, pois a mesma via na educação a salvação de seus filhos e por isso mesmo o respeito era maior. A família auxiliava a escola e em especial o professor e certas vezes apoiava situações e atos que nem condizem mais com o bom andamento pedagógico em sala de aula. Para bom entendedor "um pingo é letra"... Muitos lendo isso podem pensar que o objetivo da escola assim era o de moldar um aluno a sua vontade. Não vejo por esse lado. Entendo que por mais "cru" que o aluno fosse o mesmo saía do ambiente escolar com um senso crítico e a partir deste momento sabedor do caminho a tomar.


Hoje o aluno que chega para a escola é outro. Um aluno quase pronto. Pronto digo para o mundo. Que muita das vezes já tem enraizado um "pré-conceito" em relação aos preceitos educacionais. Com tão poucos anos de vida, mas com a experiência de quem sabe que a escola na visão dele só está presente para reprimir o que é bom e libertador e que prega o que o transformará em um bonzinho perdedor num futuro próximo. O que é prazeroso e rentável à sua vida está na rua e não nos cadernos. O que ele vê na televisão, escuta nas músicas e acessa na internet só o leva a esse pensamento. A escola é somente um lugar para perdedores de tempo e que inevitavelmente ao sair dali acharão um emprego em tempo integral para um ganho no fim do mês de apenas um salário mínimo.
 

As crianças e jovens de hoje já sabem gírias das mais diversas, conhecem conceitos que nós só aprenderíamos na vida adulta. Tem a disposição tudo o que desejarem a distância de um clique e muita das vezes sem a supervisão de um adulto. O lado musical é outro lástima para uma boa educação. As letras e ritmos de hoje não ajudam em nada o aprendizado do aluno. Pregam em sua maioria a precoce sexualidade ou uma vida "loka" que aparenta ser a mais adequada para o cidadão contemporâneo.
 

Onde está a educação diante disso tudo? Posso responder de camarote que ainda está na labuta, na luta, na batalha, na guerra, na busca da virada deste jogo. Às vezes acho que estamos jogando errado, ou a estratégia a ser usada não é a apropriada, mas só o tempo dirá. Perdendo também se aprende. O certo é que como sempre fez, a educação não irá se render. Quando chamada a responsabilidade nunca irá se curvar a nada nem ninguém. Quem sabe um dia o mundo descubra que pegou a estrada errada e ainda dê tempo de retomar o tempo perdido... quem sabe um dia?

Continue lendo >>

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Resposta para Ronaldo


Continue lendo >>

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Não venha para o Brasil


Continue lendo >>

sábado, 1 de junho de 2013

Comparar é coisa de criança

Desde a infância criamos a mania de sempre nos comparar com o outro, seja com o irmão, primo, amigo, etc. Sempre com o insaciável desejo de ser melhor, ter mais, valer mais, sempre superior, ou seja, ser o bam bam bam da quebrada. Crescemos e trazemos para nossas vidas tudo isso. No futebol isso acontece e muito.

A onda do momento no futebol mineiro é a inevitável (e infantil), comparação entre Fábio e Victor. Inegavelmente são dois ótimos goleiros, mas cada qual com suas virtudes e defeitos.


Fábio já é o 7° jogador que mais vestiu o manto azul. São quase 500 jogos de serviços prestados ao Cruzeiro, faltando apenas um grande título pelo qual iria triunfar a excelente carreira do goleiro.


Victor chegou ao Galo no ano passado e veio para satisfazer a carência de uma posição sofrida há anos no time. Diversos e diversos goleiros passaram por ali sem que nenhum se firmasse. No embalo da boa fase da equipe o goleiro que já era bom manteve o bom nível.

Comparar além de ser criancice, demonstra uma certa inveja de quem a faz. Melhor deixar como está, cada qual com seu goleiro, suas defesas e perus, pois falhar é humano e nada mais humano no futebol que o coitado do goleiro.

Continue lendo >>

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Quando as pessoas enlouquecem...

O que fazer quando aquela pessoa que você conhece desde a infância, viu crescer, se desenvolver, rir, chorar, ganhar, perder, cair, se levantar, de uma hora para a outra enlouquece?

Dizem que a loucura nada mais é do que uma forma diferente de enxergar a vida com seus problemas e labutas diárias. O que fazer para ajudar? Como lidar com o desconhecido, com o estranho?

Grandes sábios da história da humanidade foram tidos como loucos de pedra. Antes disso criaram e/ou inventaram coisas que mudaram o mundo. Como distinguir se estamos lidando com um grande sábio ou apenas com um louco em busca de ajuda?

De vez em quando enlouqueço. Não vou negar que me fascina a sensação de esquecer de tudo e navegar em águas claras e céu azul. Quando o efeito da droga acaba tudo se vai. Assim como minha loucura. Como trazê-la de volta sem esses subterfúgios?

Quando as pessoas enlouquecem surge a grande dúvida. Quem realmente tem a razão? Aquele que crê piamente que tudo que faz com sua loucura está certo ou nós que sobriamente reprimimos o louco varrido de sua incessante busca por verdades?

Só Deus sabe.

Continue lendo >>

terça-feira, 28 de maio de 2013

Menino, você tá escutando?

Sou de um tempo em que os pais não comentavam qualquer coisa perto dos filhos. Quando isso acontecia, vinha logo um xingamento:

- Sai daqui menino. Isso é conversa de adulto.

Hoje em dia isso não existe mais. Os filhos presenciam todas as palavras ditas e as atitudes tomadas. Se não bastasse isso, ainda absorvem tudo e manifestam o que aprendem das mais diversas formas. Seja com atos violentos, com depressões repentinas e/ou mal rendimento escolar. Pode acontecer de tudo isso acontecer de um só vez.

Atualmente as crianças sabem e comentam de tudo. Falam de relacionamentos, brigas, sexo, drogas e tudo mais que você imaginar. A infância assim fica esvaziada, a adolescência chega bem mais rápido e a fase adulta vem quando menos se espera.

Bons tempos aqueles quando o menino era surdo, ou pelo menos obrigava-o a assim ser...

Continue lendo >>

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Quando a rivalidade sadia vira doença

Torcer para um time de futebol e demonstrar seu amor já não é tarefa tão fácil nos dias atuais. Corre o risco de você ser linchado sem nem saber o por que. O mundo se tornou um lugar muito perigoso e o futebol seguiu à risca esta constatação.


Nos últimos anos a internet proporcionou um ganho imenso em todas as áreas de atuação, inclusive à futebolística. Clubes, jogadores, torcidas, cartolas, jornalistas e todos os envolvidos no meio mantêm sites, blogs e páginas em redes sociais falando sobre futebol. A rivalidade nestes locais só aumentou. Muitas com ironias e brincadeiras sadias que sempre povoaram o imaginário do brasileiro, um eterno apaixonado pela pelota. Mas como tudo tem seu lado nem tão bonito, com o advento da internet futebolística vieram também os confrontos virtuais. Há casos de marcação de brigas pelas redes sociais e um número imenso de informações que só ajudam a criar um clima de ódio contra aquele que não veste a mesma camisa que você. Um simples comentário pode suscitar uma guerra e consequentemente um problema imenso para quem posta. A vida se torna um inferno em questão de segundos.


No caso de Minas Gerais não foi diferente. Galo e Raposa cultivam uma rivalidade imensa dentro e fora da rede mundial de computadores. As torcidas por sua vez´muita das vezes usam a mesma internet para propagar o ódio e violência uma contra a outra. Claro que há exceções, mas na maioria das vezes uma "organizada", nada mais é do que um clã, uma seita, um bando, sempre preparado para o que der e vier quando um de seus pares estiver envolvido. Com certeza isso é sabido pelos líderes de torcida, mas controlar um quantidade grande de pessoas já é difícil e se esse grande número de pessoas estiver fazendo uso de um computador em suas casas essa tarefa se torna praticamente impossível.


Vivemos num momento em que o diferente vem ganhando espaço frente ao usual. Temos o caso das mulheres que já competem de igual para igual com os homens, os homossexuais que a cada dia tem seus direitos conquistados e também os negros que nem se fala as dificuldades passadas no decorrer dos tempos. O futebol e os torcedores podiam seguir o mesmo exemplo. A batalha só acontece dentro do campo durante aqueles 90 minutos. Fora isso todos somos iguais e a zoeira deveria se ater a uma simples gozação entre os torcedores. Infelizmente não é isso que se vê.


Seja Maria ou Klaudete, cruzeirense ou atleticano, viva o amor pelo seu clube na mais perfeita paz. Vibre quando a vitória vier e aguente de bom humor a zoeira quando a derrota acontecer. Garanto que viverá bem melhor assim e o futebol será visto com outros olhos por você. Não como uma guerra, mas sim como um jogo, onde se perde e se ganha, SEMPRE!!!!!!

Continue lendo >>

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Desmistificando o imaginário atleticano

Cinco pontos que todos atleticanos jogam na cara dos cruzeirenses analisados sob outro ponto de vista:

1 - Cruzeirense é Maria

Apesar de ser um nome feminino, que tem como único preceito o de duvidar da masculinidade celeste, a mim nada afeta. Cada um sabe de sua opção sexual e no mais Maria é dos mais lindos nomes existentes entre todos. Somado a isso o fato de ser o nome da Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, nosso único Mestre e Salvador. Atitude diferente foi de nosso co-irmão que num ato profano pintou o manto azul de Nossa Senhora das Graças que fica na Sede de Lourdes. Pra quem segue os dogmas católicos isso não foi nada bonito.



2 - Cruzeirense é Neymarzete

De último nos chamam também de Neymarzete pelo fato de último encontro entre Cruzeiro x Santos, o moleque santista ter acabado com o jogo e que parte da torcida gritou seu nome. Assistindo ao jogo naquele dia ficou nítido e notório que tal ato foi mais de repúdio pela péssima atuação celeste do que mais nada. Transformaram o fato numa grande polêmica se esquecendo que são conhecidos mundialmente como torcida arco-íris, pois em 1997 formaram uma torcida organizada para o Borussia Dortmund que movimentou o mercado de camisas no estado. Nunca um time alemão foi tão agraciado fora da Alemanha. Em 2009 mostraram todo seu amor ao Estudiantes de Véron e vestiram mais vermelho e branco do que alvinegro.


 3 - Cruzeiro tomou de 9 e mudou de nome

Antes de ser Cruzeiro, fomos também Palestra Itália por ter sido fundado por imigrantes italianos. Um time pequeno, instaurado no Barro Preto e que era descaradamente discriminado pela LDMG (Liga de Desporto de Minas Gerais), na época sofrendo para sobreviver diante de tantos desafios. Falam que o estopim para a mudança de nome foi a pseuda goleada sofrida pelo Palestra (goleada esta até hoje não explicada e muito mal documentada). Sem criar mais polêmicas, oriento o amigo atleticano que não teve chances de frequentar o colégio (pelo menos nas aulas de História do Brasil), que a verdadeira causa para a mudança de nome foi o fato do Brasil entrar de vez na Segunda Guerra Mundial no ano de 1941 e cortar relação com o eixo fascista-nazista formado por Itália, Alemanha e Japão. Com o isso o governo brasileiro obrigou tanto o Palestra Itália Mineiro (Cruzeiro), como também o Paulista (Palmeiras) a mudar de nome.


4 - O 6 x 1 foi comprado

Em 2011, o Cruzeiro aplicou ao Atlético uma sonora goleada na última rodada do Campeonato Brasileiro. O time celeste precisava da vitória para escapar do rebaixamento e foi com tudo para cima do rival aniquilando o jogo sem dó nem piedade. No afã de conseguir uma desculpa convincente, os atleticanos insinuaram que o jogo foi comprado pelo Cruzeiro na mão de seu maior rival. Quem em sã consciência acreditaria nisso? Qual atleticano não gostaria de ver o Cruzeiro rebaixado? Estória difícil de acreditar. Agora somos batidos de 3 x 0 por eles e temos que aguentar calados e bajulando a pouca superioridade do rival. Por que não pensar que também vendemos este jogo? Seria muito cômodo dizer isso, mas há uma pequena diferença: AQUI É CRUZEIRO!!!!!!!


5 - Cruzeirense é simpatizante

Quando todos os artíficios terminam, os galinaceos voltam ao mais famoso dito imaginário alvinegro: o que todo cruzeirense é simpatizante e não torcedor e que não existe torcida como a massa do galo. Isso já foi provado por A mais B que não passa de uma grande falácia, pois os maiores públicos do Mineirão pertencem à torcida celeste e que o maior deles: 132 mil pessoas em 1997 (eu estava lá), é do Cruzeiro. Quanto a amor, não posso medir o atleticano, pois sou cruzeirense. Seria o mesmo que falar que fulano de tal não ama sua esposa mais do que eu amo a minha e por aí vai. Cada um ama um time e cada um que calcule seu amor da maneira que quiser. De forma alguma vou aceitar alguém falar que meu amor pelo Cruzeiro não é grande suficiente. Quem ama sou eu. Quem mede sou eu. Quem sofre nas derrotas sou eu. Quem vibra nas vitórias também sou eu.

Obs: este ano podemos ver os 3 Patetas do outro lado da lagoa, mais especificamente em Vespasiano.

Continue lendo >>

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Fake?


Continue lendo >>

quarta-feira, 20 de março de 2013

Dia do blogueiro

Neste 20 de março comemoramos o Dia do Blogueiro. Uma data especial para aquele que de maneira lucrativa ou abnegada dispõe de um pouco ou integralmente de seu tempo para divertir, informar, interagir e se comunicar com diversos tipos de leitores.

Mas o que leva uma pessoa a escrever em blog? O que ganha com isso? Diversas vezes já fui indagado por tais perguntas. Alguns e poucos blogueiros no país ganham um bom dinheiro com essa tarefa, seja com publicidade ou por encomenda de textos, mas de algum jeito sempre entra um dinheirinho. Já existem pessoas que vivem de blogs.

No meu caso a vontade de escrever em blogs veio naturalmente, pois desde criança gosto de colocar no papel tudo que penso e até mesmo o que não penso. Adoro inventar coisas e estórias que não aconteceram e com certeza nem virão a vingar. Pra mudar do papel para a tela foi um pulo.

Antes visto como um diário pessoal, os blogs ganharam grande espaço na rede e na mídia e hoje em dia é difícil achar algum jornalista que não tenha o seu. Até mesmo as pessoas que utilizavam este espaço para contar as novidades da vida privada migraram para outros assuntos com os quais tem mais afinidade. 

 Hoje em dia mantenho cinco blogs: este que vos escrevo, onde falo de tudo sem cerimônia, um sobre minha cidade, sobre meu time de futebol de pelada, sobre minha turma de amigos e sobre a escola onde trabalho. É um pouco trabalhoso, mas no fim a gratificação vem quando descobrimos que alguém está lendo aquilo e que de uma forma ou de outra você está fazendo a diferença na vida desta pessoa.

VIVA OS BLOGUEIROS!!!!!!!!

Link para meus blogs:





Continue lendo >>

sábado, 16 de março de 2013

A censura da Globo quanto ao BBB

O que muitos pensam a respeito do BBB, mas falta coragem de falar.

Continue lendo >>

sábado, 16 de fevereiro de 2013

O bom e velho Planet Hemp

Quem é bom nunca se esquece do ofício. Depois de 10 anos longe dos palcos, o Planet Hemp está de volta para poucas apresentações. Uma delas foi no palco do Planeta Atlântida realizado no Rio Grande do Sul. A banda botou todo mundo pra pular ao som do velho e bom hard core com pitadas de samba e rap. Show de bola! 

A maioria da galera que acompanhava o show no festival, na época do auge da banda não tinha nem idade para entrar nas apresentações, pois a banda era bastante censurada por uma suposta apologia às drogas. 

É como digo: 

"Sempre gostei e muito do som do Planet e nunca coloquei um cigarro de maconha na boca. Apologia é para os fracos"!

Continue lendo >>

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Vão dizer que é o fim de novo?

Num intervalo de exatamente uma semana dois fatos totalmente diferentes e sem nenhuma ligação aparente comoveram e assustaram o mundo. 

Primeiro foi a renúncia do Papa Bento XVI (Joseph Ratzinger). Os motivos ainda não foram esclarecidos pelo Vaticano, mas o certo é que um novo Papa deverá ser anunciado em breve para ocupar o espaço deixado pelo religioso alemão.

Depois a notícia veio da Rússia com a queda de um meteoro numa região graças a Deus pouco povoada, mas que mesmo assim feriu mais de 1000 pessoas. O impressionante são as imagens dos cinegrafistas amadores lembrando e muito os filmes sobre o fim dos tempos feitos nos EUA.

Inevitavelmente algumas pessoas já começam a fazer ligações por conta própria dos fatos falando se tratar de mais um prenúncio do fim do mundo. Dizem que em algum lugar está escrito que este será o último papa da humanidade e que um grande e destruidor meteoro pode acabar com o planeta Terra.

O que você acha de tudo isso?

Continue lendo >>

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Oscar Filho e o BBB

Este texto foi postado originalmente no blog do Oscar Filho do CQC, falando sobre todas as cifras que circundam a atração global e as prioridades que parecem confundir um pouco o imaginário do povo brasileiro. Vale a pena ler.


O Big Brother Brasil é realmente um sucesso! Os números mostram isso.

O programa já teve 12 edições, já passaram pela casa 180 BBBs e só na última edição o faturamento foi de 400 milhões.

Como qualquer outro produto da TV, a maior parte do lucro do programa vem da publicidade. O faturamento com ligações é de 8% do valor total arrecadado, uma média de R$ 30 milhões nas últimas edições.

Você sabe quantos votos foram computados na final da 10ª edição do programa? Foram 154 milhões, 878 mil e 460 votos.

O feito colocou o Brasil a frente de qualquer outro reality no mundo. Isso mesmo: bateu o recorde mundial de votações em reality shows!

Esse fato mostra a vontade do brasileiro em opinar num programa de TV, inclusive tendo que pagar.

Fico surpreso de verdade, sabia? Com essa atitude, o brasileiro não muda, efetivamente, nada no país.

A campanha Não Foi Acidente está tentando, há quase um ano, mudar o trânsito do país que você aí que está lendo vive e não conseguiu chegar nem na metade do necessário.

A campanha precisa de 1 milhão e 300 mil votos. Não é nem 1% dos votos que o BBB conseguiu em 1 dia com as pessoas ligando e pagando.

Não sou mais uma pessoa criticando o BBB e a sua receita, sou um brasileiro criticando a falta de cidadania geral. Assista ao BBB. Pague se tiver vontade! Mas não custa nada (e não é figura de linguagem) aderir a essa campanha contra as leis que não punem quem bebe, dirige e mata.

Entre no site abaixo. Leia. Se informe. Se não concorda, leia com atenção. Busque, ouça, discuta. Mas não fique parado.

VAMOS ASSINAR E COMPARTILHAR!

Continue lendo >>

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Algumas reflexões sobre o fim do mundo


No último dia 21 de dezembro de 2012, vivemos mais um fatídica data para o fim dos tempos. Como todos puderam perceber, nada aconteceu. Outras datas virão e o imaginário popular mais uma vez se encherá de ideias e esperas para o juízo final. Mas pare por um instante e reflita sobre o fim. Não o fim do mundo, mas o fim do seu mundo.

  • Quem sabe o seu mundo acabou quando você diante de uma situação desafiadora virou-se de costas e fugiu desesperadamente;
  • Quem sabe o seu mundo acabou quando viu seu grande amor sair da sua vida sem que tenha feito nada para impedir isso;
  • Quem sabe o seu mundo acabou quando aquele ente querido trilhou caminhos tortuosos e você apenas disse "azar, deixa ele se ferrar...";
  • Quem sabe o seu mundo acabou quando lhe disseram que você não conseguiria e você realmente acreditou nisso;
  • Quem sabe o seu mundo acabou quando ao notar que chegou o dia 22/12, 23/12 e assim por diante você não mudou uma "agulha" de seu comportamento e riu de toda a situação;
  • Quem sabe o seu mundo acabou quando ao ler esse texto você só imaginou "isso não é pra mim, meu mundo é lindo e maravilhoso...";
  • Quem sabe o seu mundo acabou...
Pense nisso!

Continue lendo >>
Related Posts with Thumbnails

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO