O mundo de JPFOX. Tecnologia do Blogger.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Sou Linkin Park Futebol Clube


Não sou crítico de música. Não toco nenhum instrumento. Não entendo p.... nenhuma das nuances e termos técnicos que circundam uma banda, um som mais apurado e coisa que o valha. Sei mesmo do que gosto e o que tenho sempre em minha playlist: Linkin Park.

Acompanho desde o início com sucessos como In The End, Crawling (uma das músicas que menos gosto, apesar de ser sucesso absoluto na época), papercut, entre outras. Depois veio Faint com a sua famosa Teoria do Grito do vocalista Chester. Agora estou viciado em Given Up, uma espécie de segunda versão de Faint.

A Teoria do Grito realmente funciona comigo. Quando estou "p" da vida, nem aí para nada e querendo que o mundo se exploda, tudo é resolvido ouvindo um Linkin Park no volume máximo.

Curta Given Up (Eu desisto) e veja se a Teoria do Grito pode ou não funcionar com você.


Continue lendo >>

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Os 7 pecados capitais dos clubes de futebol

AVAREZA


Cruzeiro: Um time que alardeia por todos os cantos que tem estrutura, dinheiro e estabilidade econômica não pode ficar contratando jogadores de segunda linha e com dó de gastar. Será que existe mesmo esse dinheiro???

Botafogo: O Botafogo por outro lado tem avareza por títulos. Ganhou o carioca deste ano, mas precisou ser vice outras três vezes. No quesito dinheiro, o Botafogo não gasta porque não tem mesmo.

GULA


São Paulo: Gosta de ganhar tudo que disputa. Há tempos não participa da Copa do Brasil e não deixa espaço para que outros disputem a Libertadores. A vaga do Tricolor para a maior competição sul-americana sempre é quase certa.

Fluminense: Nunca vi um time que goste tanto de contratar jogadores. Se for preciso ele contrata um time inteiro com titulares e reservas. Até mesmo contratar cinco jogadores para a mesma posição.


INVEJA


Atlético/MG: Em sua história recente vivia copiando o arqui-rival, tanto que contratou vários jogadores que atuaram por lá e até mesmo a estrutura foi copiada. Copiou tão bem que agora tem o melhor Centro de Treinamento do Brasil, posição ocupada anteriormente pelo time celeste.


IRA



Grêmio: Uma torcida que diz que o 10 é o 5 e que o carrinho é o lance mais importante do futebol só pode andar furiosa. Isso mostra que o Grêmio é o time de mais garra e raça do Brasil.

Internacional: Como todo time gaúcho, o Colorado não dispensa uma boa peleja, esta regada por gana, raça e vontade de ganhar. Outro exemplo da IRA do Inter é a feiúra de seu volante Guinazu e a cara fechada do ex-comandante Fossati.

LUXÚRIA


Santos: No dicionário um dos termos que definem a Luxúria é a sensualidade, libertinagem, etc. Quando pesquisamos “Luxuriante” achamos a expressão ideal: exuberante. Esta é a melhor definição do Santos do momento, tomara que dure enquanto puder. Tudo relacionado á luxúria é arriscado e perigoso.

PREGUIÇA


Vasco: Há muito tempo não ganha nada. Tem preguiça até de chegar às fases mais agudas dos torneios que participa. Para conseguir uma simples vitória é um custo tremendo.

Palmeiras: Quase o mesmo caso vascaíno. No caso do Palmeiras a preguiça é evidenciada nos treinamentos. Você conhece algum time no Brasil que perca tantos pênaltis? Um fundamento básico para qualquer jogador por mais medíocre que seja.


SOBERBA


Flamengo: Conferindo o dicionário, retirei para o time da Gávea a definição “orgulho”. Este adjetivo é bastante exagerado nas “terras do urubu”. Orgulho dos times do passado, dos títulos, de ter inegavelmente a maior torcida e tudo mais. Mas atrás de todo este sentimento sempre está uma crise a vista.

Corinthians: No caso do Timão retirei a seguinte definição: presunção. O time ganhou a Copa do Brasil e deste momento em diante achou que já era campeão da Taça Libertadores que somente seria disputada neste ano. Se deu mal!!! Ninguém ganha nada antes de disputar.

Pecados não faltam para os clubes brasileiros...

Continue lendo >>

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Obrigado LOST


Foram 6 anos.
6 anos acompanhando o cotidiano dos passageiros do Oceanic 815.
Sofrendo com Jack, Kate, Locke, Saywer, Sayid, Sun, Jin e companhia.
Nesta semana foi o fim.
Descobrimos sobre o Homem de Preto, Jacob, sobre a Ilha e muito mais.
Mas o que ficou na minha opinião?
Ficou a mensagem de que LOST não veio para explicar nada.
Veio apenas para nos fazer refletir sobre nossas vidas.
Não ficou claro se os Losties morreram ao não na queda do avião.
O que ficou é que nunca é tarde para nos reencontrar com nós mesmos.
Nada é irreversível. Nada mesmo.
Os erros do passado podem ser reparados.
O que aconteceu, aconteceu, mas se for errado não deve se repetir.
A vida é uma caixinha de surpresas e LOST mostrou bem isso.
Nas 3 primeiras temporadas, era apenas um telespectador.
Nas últimas 3 virei um fã e não me envergonho de dizer isso.
Por isso não me furto de expressar.
Obrigado LOST!!!

Continue lendo >>

sexta-feira, 21 de maio de 2010

O que querem as mulheres?


Sinceramente não posso responder. Já desisti de tentar e desafio quem saiba a resposta. As mulheres são definitivamente indecifráveis.

A mulher que me relacionei pela penúltima vez hoje namora um cara mais feio "que bater na mãe". Não quero ficar me achando, mas qualquer um sabe quando é mais bonito que o outro. Um amigo meu perguntou-lhe por que estaria com um cara tão feio e ele respondeu:
- Não sei. Acho que é porque ele gosta de mim, mas eu não gosto dele.

Puxa vida!!! A resposta não podia ser pior.

Meu último relacionamento se casou, não me convidou para a festa e hoje nem olha na minha cara. O que eu fiz ou não fiz? Será que ela queria se casar comigo? Eu não queria. Pode estar aí a resposta. Mas isso não é motivo para nem olhar na minha cara.

Estes foram somente dois casos isolados. Existem outras histórias e muitas perguntas ainda estão sem respostas:
  • Por que quando você está comprometido, mulheres que nunca te davam bola, começam a dar?
  • Por que algumas mulheres se fazem de difícil, mas por dentro estão doidinhas para se entregar ao cara?
  • Por que algumas mulheres dizem sim quando querem dizer não e dizem não quando querem dizer sim?
Estas e outras perguntas ficam no ar.
Você sabe as respostas?

Continue lendo >>

terça-feira, 18 de maio de 2010

Respondendo ao censo


Isso já faz um tempo, mas não sai da minha memória. Lembro-me de chegar em casa e encontrar a moça do censo sentada na sala fazendo perguntas para a minha mãe:

- Quantos moradores existem na casa?
- 7.
- Quantas do sexo feminino?
- 6.
- E masculino (a resposta era óbvia)?
- 1.
- Qual é a raça (cor) da senhora?
- Parda.
- Das filhas?
- Parda, parda, parda...
- Do filho da senhora?
- Pardo.
- Pera aí mãe. O que é este tal de pardo?
- Se diz isso quando a pessoa é moreninha.
- Mas eu não sou moreninho mãe, eu sou preto.
- Meu filho depois a gente c...
- Mas mãe...

Tudo isso aconteceu há algum tempo na minha casa e suscitou uma curiosidade: será que é tão difícil falar que é preto ou negro. Parecem palavras fortes e soam quase como palavrões. Minha mãe não respondeu daquela forma por mal, ela só seguiu a maré, todo mundo fala assim, ela só acompanhou a maioria.

Até hoje não sei o que é pardo. Acho que nunca vou saber. Sei que sou preto, ou negro para quem preferir.

Continue lendo >>

sábado, 15 de maio de 2010

Os losties


O Dunganic 2010 da Brazilian Airlines partiu rumo à África do Sul. Após quatro anos de tentativas e muitas aventuras, um grupo conseguiu sair. Mas a alegria dos que partiram contrastava com a tristeza dos que foram esquecidos na misteriosa ilha de Tupiniquins. Ilha esta que guarda muitos perigos e criaturas perigosíssimas, que com uma armadura chamada “terno e gravata” aniquilam boa parte da população.

Os esquecidos do Dunganic 2010 não param de se lamentar. Alguns se entregaram ao álcool, outros à comida e alguns de tão jovens preferiram ficar jogando futebol no Playstation 2.

Conheça alguns dos losties esquecidos pelo Dunganic 2010:

John Imperador Locke – Caiu na ilha após seu avião da Italian Airlines ficar por aqui. Foi o líder dos campeões, mas caiu em desgraça quando deixou que festinhas organizadas por ele na ilha Hydra interferissem em seu rendimento.

Jack Ganso Shephard – A cabeça pensante dos losties. Não queria sair, pois quando quer não sai mesmo. Pode ser um dos motivos que fez a Dunganic 2010 esquecê-lo. Agora espera a volta do avião prevista para 2014. Viagem esta que possivelmente não precisará ser feita, pois daqui a quatro anos a ilha Tupiniquins receberá milhares de visitantes vindo de diversas ilhas.

James Gaúcho Saywer - Sofre de comportamento bipolar. Em um momento está alegre, fazendo estripulias e colocando apelidos em todos, mas em outro fica triste e nervoso, sem querer conversar com ninguém e se escondendo das pessoas. Galanteador, sempre fez sucesso com as mulheres.

Sayid Neymar Jarrah – Atrevido e perigoso. Parte para cima de qualquer um que estiver em seu caminho. É matador profissional, fuzila os adversários sem dó nem piedade. O medo de que ele pudesse roubar o lugar de alguém no avião pode ser considerado o maior motivo de tê-lo deixado em Tupiniquins.

Será que os candidatos do Danganic 2010 conseguirão salvar a ilha de Tupiniquins lá na África?

Continue lendo >>

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Quando a cria começa a dominar o criador

Já ouvi de atores e atrizes que alguns personagens lhe tocam tanto que fica difícil sair deles. Parece que o mesmo vai tomando conta da personalidade da pessoa e inconscientemente atitudes vão sendo repetidas de um modo bem peculiar.

Charlie Sheen interpreta na série Two and half men o mulherengo Charlie Harper. Charlie (a cria) bebe, fuma, cada dia está com uma mulher diferente e não guarda por elas nenhum tipo de sentimento. Seu objetivo na maioria das vezes é somente o sexo. No dia seguinte ele se livra da "coitada" e parti para outra.

Charlie Sheen

Na véspera do Natal passado, Charlie(o criador) foi preso acusado de agredir a esposa. Depois disso sua vida degringolou. Foi internado para tentar de livrar do vício de drogas e álcool, foi flagrado com uma amante (garota de programa que cobra alto por uma noite de amor) e até mesmo mudou o visual para que pudesse cirular a vontade pela noite. Charlie (o criador) ainda perdeu a esposa e a poucos dias a guarda dos filhos. Seu contrato com a CBS ainda não foi renovado e a série corre o risco de acabar.

Charlie Harper

Parece que Charlie Sheen (criador) está cada vez mais parecido com Charlie Harper (cria).

Posso também dar um testemunho mais brando sobre o assunto. Anos atrás criei o personagem JPFOX. Foi uma forma de tentar me curar de uma timidez que me acometia desde a infância. JPFOX podia fazer tudo que o Ailton Jr. Pereira não podia. Com o tempo tenho notado que os dois estão se misturando. Hoje em dia estou bem mais JPFOX do que Ailton Jr. Sinceramente não sei se isso é bom. Acho que sóbrio sou Ailton Jr. e quando bebo sou JPFOX. O problema é que ultimamente não tenho dispensado uma boa bebedeira, aí você já viu né?!?!?!

Ailton Jr.

Para tanto foi até necessário dividir tudo, até mesmo coisas simples como o Orkut. O JPFOX tem um perfil e o Ailton Jr. tem outro. Os dois às vezes se confundem e realmente não sei quem sou agora. Quando quero dar uma de bonzinho e quietinho sou Ailton Jr. e quando não estou nem aí para nada sou JPFOX.

JPFOX

Parece que Ailton Jr. (criador) está cada vez mais parecido com JPFOX (cria).

Você consegue sempre ser a mesma pessoa ou nota alguns desvios de personalidade?

Continue lendo >>

domingo, 9 de maio de 2010

Coisas do país do meu amigo

Foto: ^riza^

Certa vez conversava com um amigo que há muito não via. O mesmo estava de passagem em meu país, pois sua esposa tem uma irmã que se mudou com o marido para cá. Desolado, ele me contava das mazelas que acontecem em seu país. Dizia coisas horríveis e inacreditáveis. Quase não acreditei.

Meu amigo começou dizendo que em seu país as crianças que estão cursando a antiga 4ª série ainda não sabem ler e escrever corretamente, os alunos do antigo ginásio se enrolam e não resolvem problemas matemáticos simplórios e a interpretação de textos é de dar dó. Você deve pensar que os alunos do Ensino Médio são diferentes. Engano seu, se começou errado, não tem como melhorar no final. Poucos deles conseguem entrar na universidade pública, esta cheia de alunos que freqüentaram a rede privada de ensino e que teriam plenas condições de estar nas faculdades privadas. Coisas do país do meu amigo.

A política de seu país é muito engraçada. Um antigo Presidente da República, que havia sido cassado em 1992, voltou a ocupar um cargo público como um dos senadores mais votados de seu estado. O governo de seu país, segundo meu amigo acompanha temas importantes com certa passividade e conivência. Ainda no campo da política, meu amigo me contou uma história impressionante. Disse que em seu país havia certo deputado que estava sendo investigado por “esquecer” de citar em seu imposto de renda um castelo com mais de 30 suítes. Que despercebido! E outras histórias que davam conta de políticos colocando dinheiro em meias, cuecas e tudo mais onde o mesmo podia ser escondido e carregado. Meu amigo finalizou o assunto política, pois segundo ele ficaria dias e dias contando casos e mais casos que acontecem por lá. Coisas do país do meu amigo.

Então perguntei a ele como é a segurança em seu país. Ele abaixou a cabeça, sorriu e num tom de ironia disse murmurando: “É mais ou menos”. Notei que em suas palavras havia algo de estranho. Minutos depois começou a me relatar alguns casos. Disse-me que certa vez bandidos renderam uma família em seu carro, saíram em disparada com o veículo, mas havia um garotinho preso ao automóvel. O pobre menino seguiu aproximadamente 7 km preso ao veículo, culminando com uma morte terrível. Falou-me também que em algumas partes das grandes cidades há um tal toque de recolher. Sem saber do que se tratava, fui logo perguntando o que era aquilo. Surpresa minha foi que ele revelou que era uma ordem de bandidos da região para que comércio e moradores fechassem as portas em certo horário e não freqüentassem mais as ruas. Estranho, mas a rua não é um local público? Meu amigo disse que em alguns lugares de seu país não é assim. Coisas do país do meu amigo.

Estupefato com estes relatos pedi que ele parasse, pois queria conversar de coisas boas. Antes que eu terminasse de falar, seu celular tocou e ele teve que partir depressa, melhor, super depressa, sequer deu tempo que lhe perguntasse o que estava acontecendo. Ele estava de passagem em meu país e seu dia de regresso estava chegando.

Você deve estar se perguntando qual é o nome do país do meu amigo? Vou fazer certo mistério, só revelo que este país é na América do Sul e é o único em seu continente a ter como língua oficial o português. Acho que ficou fácil. Espero rever meu amigo de novo para que ele me conte mais histórias. Rezo para que na próxima vez sejam boas notícias.


Coisas do país do meu amigo.

Continue lendo >>

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Nunca mais vou beber

Foto: tm_lv

Já perdi a conta de quantas vezes disse isso. 345, 683, 836, sei lá, acho que está quase chegando a 1000. Não tem jeito, você sai, bebe, volta bêbado, vai dormir e acorda no outro dia como se tivesse levado uma surra (às vezes isso também ocorre). A boca sequinha, a cabeça parecendo que vai explodir e um simples passo se torna uma tarefa dificílima. Tomando um café empurrado você solta a celebre frase: “Nunca mais vou beber”. Agora é pra valer, não vou mais beber. No meu caso isso tudo dura até o próximo final de semana ou quando não, uma simples festinha ou jogo de meio de semana acaba com toda a celeuma.

Prometer as coisas e não cumprir é uma coisa muito mais normal do que a gente imagina. Prometemos coisas na festa de Ano Novo, na Quaresma fazendo penitências e por aí vai. Considero a ressaca é um momento de reflexão consigo mesmo, um momento em que você lembra (ou não) de todas as babaquices que você fez no dia anterior. Quando estou bêbado fico saidinho, falante, corajoso, galanteador, nervosinho, intelectual, burro, filósofo, tudo ao mesmo tempo. No fim das contas acho que vale a pena. É uma forma de nos conhecermos e curtir o melhor da vida.

Saiba escolher o que vai beber. Se for fraquinho, fique somente na cerveja. Não procure beber cachaça, uísque, vodka e outras bebidas destiladas. Conforme o que você tiver comido, no dia seguinte terá grandes surpresas chamando o “Juca”. Quanto à cerveja, nunca beba uma tal de Nova S..... não vou falar o resto do nome, pois meu estomago até embrulha quando me lembro da danada e dos estragos que a maldita fez comigo. Feito isso saia para a “night”, vá aos churrascos de domingo (tome cuidado, pois amanhã é segunda-feira) e se divirta bastante, não se esquecendo de pronunciar a famosa frase se passar da conta.

Somente uma observação quanto ao beber demais: tome muito cuidado, pois c...... de tonto não tem dono. Seria muito desagradável se além de ressaca, você descobrir que a frase foi cumprida à risca e infelizmente você foi a vítima.

Você tem alguma bebedeira inesquecível?

Continue lendo >>

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Não existe amizade entre mulheres

Foto: NeoGabox

Tenho bons amigos, graças a Deus. Gente pela qual confio incondicionalmente e que estão junto a mim para o que der e vier. De vez em quando uns vacilam e os deixamos de lado. Uma espécie de gelo. Com o tempo eles refletem, melhoram e voltam ao convívio da galera. Uma turma que joga bola juntos, bebe nos bares juntos, sai pra noite juntos e juntos seguem vivendo a vida na maior.

Na contramão desta situação fico olhando minha irmã. Ela sempre tem a amizade da turma do momento. As mulheres se dividem em grupos e estes grupos parecem disputar um com o outro para ver quem fica com quem, quem se veste melhor, quem são as mais bonitas e/ou gostosas. Ás vezes garotas do grupo A, passam para o grupo B e vice-versa. Outras vezes os grupos se juntam, mas isso é raro. Com o tempo lá estão eles divididos novamente. Garotas de um grupo não têm pudor de falar das rivais. Inventam coisas, tentam roubar o namorado da outra e por aí vai. Definitivamente as mulheres não conseguem compreender o significado da palavra amizade. Atualmente o grupo que minha irmã tem como amigas está meio dividido. Garotas que ela dizia e pensava que eram quase “irmãs”, agora são suas maiores rivais. Para não perder o costume, me delicio sempre a zoando e tirando sarro da cara dela.

Homens não disputam, quase nunca falam mal do outro. Se há alguma rusga, esta é resolvida na mesma hora, na conversa ou no braço (que fique claro que isto é errado e só deve ser usado quando se esgotarem todas as tentativas de conversa).

Minha conclusão: Homens são amigos. Mulheres se aturam.

Qual a sua opinião sobre tudo isso?

Continue lendo >>
Related Posts with Thumbnails

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO