O mundo de JPFOX. Tecnologia do Blogger.

sexta-feira, 30 de abril de 2010

E morreu o Zé


Zé vagava pelas ruas das redondezas. Cachaceiro nato e sabidamente um "noiado" de marca maior. Este era o Zé. Ouvia-se falar que muitas agrediu a própria mãe. Forte como um touro, soava-se muito mal pensar que tal brutamonte batia em uma idosa indefesa. Este era o Zé. Pedinte de cachaça e cigarros pelos bares da vida, Zé gastava os míseros trocados que ganhava como servente de pedreiro com pedras e pinga. Este era o Zé. Para surpresa de todos, Zé era pai. Pai de um garoto saudável e bonito, devia morar com a mãe, nunca soube ao certo. Lembro-me de uma ocasião em que estava bebendo no mesmo bar em que Zé pedia feito louco por pinga ou cigarro, quando seu filho apareceu. Zé sequer conseguiu pagar um "coquinha" de R$ 0,50 para o garoto. Este era o Zé.

Mas Zé morreu. Ficou doente em uma quinta, depois de vomitar a última cachaça que beberá na vida. Internado e com a saúde debilitada, Zé faleceu no sábado. No enterro do domingo, poucos parentes e amigos, Zé não tinha praticamente nenhum amigo. Somente os que pediam, fumavam e cheiravam junto com ele. Sinceramente, não sei se lá compareceram. Descansou o Zé. Descansou de que? O que fez o Zé no mundo? Mais uma vez falo que não sei, pois ninguém sabe o que faz por aqui. Este era o Zé. O falecido Zé.

Você já conheceu um Zé como esse?

13 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.
Enriqueça a discussão.

Caso deseje divulgar seu site e/ou blog, utilize a opção OpenID.

O seu comentário é muito importante.

Related Posts with Thumbnails

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO